Clareamento Dental a LaserO sorriso é o nosso cartão de visita e, cada vez mais, crescem as preocupações estéticas para obter dentes alinhados e brancos. Mas além de ficar mais bonito, um sorriso bem cuidado demonstra saúde, e aumenta a confiança e autoestima.

Devido ao tempo, à falta de cuidados, problemas de saúde, ou até pelo uso de certas substâncias, os dentes vão amarelando e escurecendo, mas não são só os artistas de cinema que podem ter aquele sorriso branquinho de dar inveja! Hoje, já existem muitos tipos de clareamento dentário, mesmo os caseiros, como os que são realizados em clínicas. Mas, sem dúvida alguma, o mais moderno e procurado, é o clareamento a laser.

Estrutura dos Dentes

Uma criança possui 20 dentes e um adulto 32 dentes, 16 na mandíbula inferior e 16 na superior, são eles:

 Dentes Incisivos: localizam-se na parte da frente da boca, 4 em cima e 4 embaixo;  

Dentes Caninos: localizam-se ao lado dos incisivos, 2 em cima e 2 embaixo;

Dentes pré-molares e molares: ficam nas laterais, após os caninos, 8 embaixo e 8 em cima; 

Dentes Sisos (chamados também de terceiros-molares): aparecem em algumas pessoas por volta dos 21 anos e muitas vezes é preciso arrancá-lo por não obter um espaço suficiente (2 em cima e 2 embaixo);

A estrutura física dos dentes é composta por vários elementos:  

  • Coroa e raiz: os dentes possuem a parte visível, chamada de coroa e a parte interna, a raiz, que mantém o dente fixo ao maxilar. marcador. 
  • Esmalte: reveste a parte externa do dente e é responsável pela proteção, rigidez e brilho. marcador. 
  • Cemento: um tecido que reveste a raiz do dente. marcador.
  • Polpa: situa-se no centro do dente, é um tecido mole, onde se encontram o nervo dentário e os vasos sanguíneos do dente.
  • Dentina: localiza-se embaixo do esmalte e do cemento; é um tecido e possui as extremidades do tecido nervoso, responsável pela condução dos estímulos dolorosos.

Dentes de Leite

A calcificação dos dentes de leite já começa durante a gestação, mas depois que o bebê nasce, os primeiros dentes de leite a aparecer são os incisivos centrais inferiores, normalmente, por volta do sexto mês. Depois, nascem os incisivos centrais superiores e, consequentemente, os incisivos laterais superiores e inferiores. E, depois de 1 ano, geralmente, aparecem os primeiros molares, caninos e segundos molares. 

» Obs.: O período certo para o surgimento dos dentes não existe, cada criança possui um tempo de desenvolvimento; porém, caso perceba que está muito diferente do normal, é importante procurar um dentista. Até os 2 ou 2 anos e meio de idade, espera-se que todos os dentes de leite já tenham nascido.

Dica Importante! Muitos acreditam que, por serem temporários, qualquer dano ou perda prematura dos dentes de leite não seja importante, ou não afetará em nada. Porém, mesmo sendo substituídos depois, podem influenciar no desenvolvimento de uma articulação anormal dos dentes permanentes.

Dentes Permanentes

Por volta dos seis anos, os primeiros dentes permanentes começam a aparecer: os primeiros molares. Mas não são precedidos pela queda de nenhum dente de leite. Normalmente, eles nascem em um espaço onde ainda não havia dente. Por conta disso, muitas vezes passam despercebidos. Depois disso, os dentes começam a amolecer, a cair  e a ser substituídos por outros, na seguinte ordem:

  • 1º primeiros molares;
  • 2º incisivos centrais inferiores;
  • 3º incisivos laterais inferiores;
  • 4º incisivos centrais superiores;
  • 5º incisivos laterais superiores (por volta de 8 e 9 anos);
  • 6º primeiros pré-molares (por volta de 10 anos);
  • 7º caninos inferiores;
  • 8º segundos pré-molares (por volta de 12 anos);
  • 9º caninos superiores;
  • 10º segundos molares (por volta de 12 e 13 anos);
  • 11º terceiros molares – sisos (por volta de 15 e 25 anos).

O que é Dente?

Os dentes possuem formações de aspecto ósseo, compostos de cálcio, se localizam na boca e são fixados no maxilar. Têm como função: trituração e mastigação de alimentos, auxiliar na fonação (articulação dos fonemas), pois alguns fonemas são realizados com a ajuda dos dentes à língua, além de embelezar o rosto e proporcionar um aspecto saudável quando bem cuidados.

Por que os Dentes Alteram a Cor?

Os dentes mudam de cor tanto por fatores externos (extrínsecos), como internos (intrínsecos). Entre os externos, estão a ingestão de alimentos e bebidas com corantes, o uso de antibióticos, restaurações defeituosas, canal, consumo excessivo de flúor, traumatismos, entre outros. E entre os internos, estão os problemas genéticos, como dentinogênese imperfeita, amelogênese imperfeita, irregularidades no esmalte do dente, etc. Além disso, é importante contar também com o fator idade. É impossível uma pessoa manter os dentes da mesma cor desde a juventude até a terceira idade, é um processo normal do corpo humano.

O que é Clareamento a Laser?

O clareamento a laser é uma técnica que utiliza substâncias químicas em forma de gel, normalmente o peróxido de hidrogênio, em uma concentração de 15% a 35%, que são ativadas pelo laser (espectro de luz com diferentes comprimentos de ondas). As substâncias penetram na dentina e no esmalte do dente e logo após liberam oxigênio, que tem como função quebrar as moléculas responsáveis pelos pigmentos que alteram a cor do dente. O clareamento não afeta a estrutura física do dente, portanto, não o enfraquece.

O produto utilizado pode ser lesivo à gengiva. Por isso é necessário o uso de um protetor, que é aplicado nas regiões que contornam os dentes e é ativado por uma luz halógena

O grau de clareamento varia a cada paciente, mas os dentes escurecidos por igual, amarelados ou marrom claro, são mais fáceis de serem clareados. As manchas mais escuras, irregulares, com coloração azulada podem dificultar o resultado do tratamento.

Dica Importante!!!

Antes de iniciar qualquer tipo de tratamento para clarear os dentes, é importante certificar-se de que sua saúde bucal está em boas condições, pois isso colabora para um tratamento ainda mais eficaz.

História do Clareamento a Laser

História do Clareamento Dental

"Um sorriso não custa nada e rende muito, enriquece quem o recebe, sem empobrecer quem o dá. Dura somente um instante, mas seus efeitos perduram para sempre. Ninguém é tão rico que dele não precise. E ninguém é tão pobre que não o possa dar a todos."

Vantagens do Clareamento a Laser

Rapidez: Uma sessão de aproximadamente 1 hora e meia já pode apresentar um bom resultado, mas o ideal é fazer por volta de 2 a 3 sessões de uma hora cada.

Segurança: O laser proporciona a diminuição da sensibilidade pós-clareamento, diferente de outros métodos, cuja sensibilidade pode durar de 2 a 3 semanas.

Comodidade: É um método prático e cômodo, pois não exige que o paciente use a moldeira após o clareamento.

Tratamento dos Dentes

Pré-clareamento a Laser

Antes de iniciar qualquer tratamento, é fundamental fazer alguns exames e uma avaliação geral dos dentes, gengiva, língua e mucosa interna. E caso haja necessidade, algumas intervenções são realizadas antes de iniciar o clareamento (ex: remoção de tártaro).

Pós-clareamento a Laser

Após as sessões de clareamento dentário, há uma desmineralização do esmalte, que pode absorver algumas substâncias. Portanto, evite o consumo de alimentos e bebidas com corantes ou de cores fortes e, principalmente, do cigarro. Siga sempre a orientação do dentista.

Recomendações para Clareamento a Laser

  • Manchas irregulares provocadas por café, cigarro, placa bacteriana, entre outros e que não apresentam uma mudança de cor igual em todos (ou em quase todos) os dentes. Solução: Profilaxia com jato de bicarbonato de sódio.
  • Manchas brancas (fluorose). Solução: Micro Abrasão.

Preço do Clareamento

O clareamento de dentes a laser é considerado um dos procedimentos dentários mais caros. Porém, é considerado o mais eficiente para deixar seus dentes brancos novamente. O valor cobrado para clareamento a laser depende do período em que você fará o tratamento, o material utilizado pelo dentista e a clínica escolhida. O período de tratamento é relevante, pois o período de tratamento varia de paciente para paciente.

Apesar de algumas clínicas dentárias oferecerem preços menores, o paciente deve ficar atento ao serviço prestado, que deve ser de qualidade para seus dentes e sua saúde. Muitas oferecem opções de pagamentos como parcelamentos e prazos elásticos.

Clareamento no Consultório ou Caseiro?

Tipos de Clareamento DentalO clareamento dental pode ser feito no dentista, como também em casa.

No consultório, quando o clareamento é realizado pelo dentista, normalmente, usa-se o peróxido de hidrogênio, em concentrações de mais ou menos 15% a 35%, tanto no clareamento a laser, como no comum, quando o dentista coloca um protetor de borracha para proteger a gengiva, aplica o gel nos dentes, espera por um tempo, e enxágua a boca do paciente, que já percebe uma boa diferença logo na 1ª sessão. 

Para quem prefere fazer o tratamento em casa, indica-se o uso de moldeiras.

Clareamento Dental Caseiro com Moldeiras

Primeiramente, é necessário ir ao dentista para ele verificar através de exames, se será possível obter dentes mais brancos com essa técnica, pois o resultado pode variar dependendo do problema. Após concluir que o paciente pode dar continuidade ao tratamento, é realizada uma moldagem das arcadas dentárias, para a confecção das placas de clareamento, as moldeiras. Após ficarem prontas, o dentista orienta como deve proceder o tratamento, entrega as placas e o kit clareador.

Como clarear os dentes em casa?

Colocar um pouco do gel clareador, à base de peróxido de carbamida, na moldeira, levar à boca e deixar agir por mais ou menos 6 horas diárias. Ou seja, é como se fosse um aparelho. Você terá que encaixar as placas e deixá-las agir durante um determinado tempo. Em média, o tratamento dura em torno de 2 a 6 semanas. Mas mesmo em casa, é importante ter o acompanhamento do dentista. Portanto, marque algumas visitas ao consultório.

Geralmente, a escolha pelo tratamento caseiro, geralmente ocorre por ser mais barato. Porém, o tratamento feito no consultório é mais rápido e prático. Mas é possível também combinar os dois tipos. Fazer uma ou duas sessões no consultório, para motivar o paciente e continuar o tratamento em casa, com o uso das moldeiras.

Clareadores OTC (over the counter)

Os clareadores “over the counter”, se referem àqueles que são encontrados em prateleiras de farmácia, supermercado etc. Ou seja, são vendidos sem prescrição médica. Confira os principais clareadores OTC:

  • Creme dental clareador: muitos se perguntam se o creme dental clareador é realmente eficaz e o que podemos afirmar é que como clareador principal não faz tanta diferença, ou seja, não é possível para quem dentes amarelados comprar o produto, usar e ver uma grande mudança. Porém, ele tira manchas superficiais, se for usado de forma contínua e também é uma boa opção para manter por mais tempo os dentes clareados por outros métodos.
  • Fitas de Clareamento Dental: as fitas de clareamento possuem peróxido de hidrogênio, além de uma cola que as fixa sobre os dentes. Para obter um resultado satisfatório, é necessário colá-las sobre os dentes duas vezes ao dia, por 30 minutos, durante duas semanas. As fitas não entram em contato com a gengiva, portanto, são mínimas as chances de acontecer alguma inflamação.
  • Gel e Pincel Clareador: hoje, já é possível encontrar no mercado um gel à base de peróxido de carbamida, que pode ser adquirido sem prescrição médica. Alguns vêm com um pincel, mas caso não venha, providencie um e, com ele, aplique o gel sobre os dentes, com cuidado para não atingir a gengiva nem ingerir o produto. Aplique duas vezes ao dia, durante duas semanas.
  • Bicardonato de Sódio: o bicarbonato de sódio tem ação branqueadora, porém, por abrasão, pode causar desgaste, problemas no esmalte do dente e com o uso prolongado descalcifica e mancha os dentes. Mas, existem tratamentos que utilizam a profilaxia com jato de bicarbonato, entretanto, quando a substância é tratada e manuseada por um profissional, os riscos diminuem. Portanto, não faça nada sem a recomendação do dentista.
Restauração e Clareamento Dental

Caso tenha que fazer além do clareamento, alguma restauração, opte sempre por fazer o clareamento primeiro, pois os agentes clareadores podem prejudicar a colagem das restaurações. Além disso, outra vantagem de fazer o clareamento antes é a estabilização da cor do dente, para que a restauração fique com a cor ainda mais parecida com a dos outros dentes.

Dúvidas Sobre Clareamento a Laser

⇒ Após o clareamento a laser, há alguma chance dos dentes escurecerem de novo?

Sim, o resultado não é definitivo, mas pode durar de 1 ano e meio a 3 anos. Porém, nunca volta a cor “antiga”, sendo preciso apenas uma sessão de manutenção e não outro clareamento.

⇒ Próteses dentárias e restaurações também podem ser clareadas a laser?

Não, pois o produto utilizado não possui efeito sobre as próteses dentárias e restaurações; portanto, é recomendado que elas sejam trocadas, para evitar que fiquem muito escuras.

⇒ Qualquer pessoa pode fazer o clareamento a laser?

Em geral, sim. Porém, não é recomendado para quem tem dentes com muitas restaurações.

⇒ Os produtos utilizados trazem dano à saúde?

Quando o método é feito em uma clínica especializada, que segue todas as normas de segurança e por um especialista que usa o produto corretamente conforme a orientação, não há riscos.

⇒ Não há perigo de ingestão do gel para clareamento de dentes?

O gel só entra em contato com a estrutura dental, diferente do método convencional, que não é indicado para pacientes com úlceras gástricas, mulheres que amamentam e gestantes, pois pode, sim, ocorrer a ingestão do gel.

⇒ O que é utilizado para proteger a gengiva?

São aplicados protetores nas regiões que contornam os dentes, que são ativados por uma luz halógena, eliminando qualquer possibilidade de lesão.

⇒ O que provoca sensilbilidade no clareamento a laser?

A sensibilidade dura menos tempo do que nos outros tipos de métodos, mas ela não ocorre devido ao pH do produto e sim pela alta movimentação dos peróxidos presentes no gel, através da dentina e do esmalte.

⇒ A partir de qual idade pode-se realizar clareamento a laser?

A partir dos 10 anos, desde que todos os dentes de leite já tenham sido substituídos.

⇒ É necessário anestesia para fazer um clareamento a laser?

Não, é um processo indolor.